Centro Social de S. José amplia instalações do seu lar residencial

O vereador da Câmara Municipal de Coimbra, Jorge Alves, esteve ontem na inauguração da obra de requalificação e alargamento da estrutura residencial para pessoas idosas do Centro Social de S. José. Uma obra no valor de 200 mil euros, que permite à instituição dispor de mais seis camas, aumentando a sua capacidade de acolhimento para 25 residentes. O pároco de S. José, e atual diretor da instituição, José Silva Santos, agradeceu o empenho da anterior direção e de todos funcionários. “Estou cá há pouco tempo, mas o ambiente é muito bom, são e alegre”, afirmou.

O novo espaço residencial, composto por três quartos com duas camas, casas de banho e zona de apoio a refeições, surge de uma adaptação do anterior ATL e permite à instituição dispor de condições para mais seis residentes. O lar de idosos, situado na sede da instituição, na Rua do Brasil, passa então a ter condições para acolher 25 residentes, aumentando assim a sua resposta nesta valência. O Centro Social de S. José dispõe ainda de valência de centro de dia, com capacidade para 45 utentes, e de serviço de apoio domiciliário, para 30 utentes.

A cerimónia começou com a bênção das novas instalações, realizada pelo vigário-geral da Diocese de Coimbra, Pedro Miranda. “Já tive oportunidade de presidir a bênçãos com esta. É o cabo, para uns do Bojador, para outros da Boa Esperança, é quando as pessoas deixam as suas casas para virem para um lar”, afirmou o vigário-geral, que deixou, contudo, uma palavra de fé e de esperança para todos os residentes, lembrando que Deus está sempre com eles.

Seguiu-se uma visita às instalações e o descerramento da placa de inauguração, realizado pelo vigário-geral Pedro Miranda e pelo pároco João Castelhano, anterior diretor da instituição e responsável pelo lançamento da obra. A cerimónia, que terminou em festa, com direito a bolo e a “parabéns a você”, contou também com a presença do presidente da União de Freguesias de Coimbra (Sé Nova, Santa Cruz, Almedina e São Bartolomeu), João Francisco Campos, e representantes da Segurança Social, entre outros convidados.