Coimbra debate envelhecimento ativo e saudável

A antiga igreja do Convento São Francisco acolheu hoje o 5º Congresso Regional de Envelhecimento Ativo e Saudável, organizado pelo consórcio Ageing@Coimbra, do qual a Câmara Municipal de Coimbra (CMC) faz parte. O vereador da Ação Social da CMC, Jorge Alves, esteve presente na sessão de abertura e lembrou que Coimbra é uma “região de referência europeia” em matéria de envelhecimento ativo e saudável. A entrega de galardões da 1.ª edição do Prémio de Boas Práticas de Envelhecimento Ativo e Saudável da Região Centro, promovido pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), foi um dos pontos altos do evento.

“Somos parceiros, desde a primeira hora, nesta iniciativa, que é muito importante para Coimbra, para a região e para o país”, afirmou o vereador Jorge Alves, na sessão de abertura do evento, que contou também com a participação de Manuel Teixeira Veríssimo, coordenador da Ageing@Coimbra, e de Alexandra Rodrigues, da CCDRC. Jorge Alves recordou que atualmente somos “uma região de referência europeia” em matéria de envelhecimento ativo e saudável e garantiu que este é “um desafio para o futuro” que a CMC continuará a abraçar.

A afirmação teve a concordância da representante da CCDRC. “A Região de Coimbra é uma referência na Europa. A proliferação de boas práticas tem sido cada vez mais intensa”, salientou Alexandra Rodrigues, que deu destaque, na sua intervenção, à 1ª edição do Prémio de Boas Práticas de Envelhecimento Ativo e Saudável da Região Centro, um concurso promovido pela CCDRC, cujos vencedores foram hoje conhecidos durante o congresso (ver abaixo). Alexandra Rodrigues mostrou a sua satisfação pelo número de candidaturas apresentadas a concurso, salientando ser bem superior ao esperado. “Tivemos 128 projetos admitidos nas três categorias: Conhecimento +, Saúde +, Vida +”, referiu, informando ainda que “dos 100 municípios da região, estão 49 municípios representados, sendo a maioria das candidaturas de Coimbra”.

Já Manuel Ferreira Veríssimo, coordenador da Ageing@Coimbra, realçou a importância do evento para reforçar o interesse que “a região tem pelos seus idosos”, deixou uma palavra de elogio a João Malva, mentor do projeto, e aos membros fundadores do Ageing@Coimbra – a Universidade de Coimbra, a CMC, a Administração Regional de Saúde do Centro, o Centro Hospitalar da Universidade de Coimbra e o Instituto Pedro Nunes – e concluiu o seu discurso, ambicionando que este encontro “sirva para que as boas práticas aqui deixadas sejam replicadas em vários lugares”.

O Ageing@Coimbra é um consórcio “que visa a valorização do papel do idoso na sociedade e a aplicação de boas práticas em prol do seu bem-estar geral e de um envelhecimento ativo e saudável”, lê-se no site do consórcio, sendo o seu principal objetivo “melhorar a vida dos cidadãos idosos na Região Centro de Portugal através de melhores serviços sociais e cuidados de saúde, assim como da criação de novos produtos e serviços inovadores e o desenvolvimento de novos meios de diagnóstico e terapêuticas”. O Ageing@Coimbra foi reconhecido, pela União Europeia, com a classificação da região de Coimbra como Região Europeia de Referência para o Envelhecimento Ativo e Saudável, um estatuto único em Portugal.

Vencedores do Prémio de Boas Práticas de Envelhecimento Ativo e Saudável foram conhecidos durante o congresso

Os vencedores da 1ª edição Prémio de Boas Práticas de Envelhecimento Ativo e Saudável da Região Centro foram conhecidos, hoje, durante o congresso organizado pelo consórcio Ageing@Coimbra. São eles:

Categoria Conhecimento+

–  Technological solution for fall risk screening and falls prevention, da Sensing Future Technologies, Fraunhofer Portugal AICOS, ESTeSC Coimbra Health School (Instituto Politécnico de Coimbra).;

–  NoMicro Technologies, da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra e Centro de Neurociências e Biologia Celular;

–  Envelhecimento ativo saudável e participativo: Efeitos de diferentes programas de exercício físico nos parâmetros imunitários e hormonais de idosos fragilizados, da Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra.

Categoria Saúde+

–  Estimulação Cognitiva: Prevenção da Fragilidade em Idosos, da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra;

–  Cuidados especializados para demência, da União das Misericórdias Portuguesas – Unidade de Cuidados Continuados Bento XVI (Fátima);

–  Programa de Atividade Física Movimento Maior, do Município de Ílhavo.

Categoria Vida+

–  IDADE XXL, da CEDIARA – Associação de Solidariedade Social de Ribeira de Fráguas;

–  Novas Primaveras, da SAMP – SOCIEDADE ARTISTICA MUSICAL DOS POUSOS;​

–  Fundão tecido de afetos, do Agrupamento de Escolas do Fundão.